| Review | Quidditch Através dos Tempos de J.K.Rowling

quinta-feira, 2 de novembro de 2017



Sinopse: Se alguma vez perguntaste a ti próprio de onde veio a Snitch Dourada, como é que surgiram as Bludgers ou por que razão os Wigtown Wanderers têm a imagem de cutelos estampada no seu traje, deves ler O Quidditch Através dos Tempos. Esta edição limitada é uma reprodução do exemplar que se encontra na Biblioteca da Escola de Hogwarts, onde é quase diariamente consultado pelos jovens adeptos do Quidditch.Os lucros obtidos com a venda deste livro reverterão a favor do Movimento Comic Relief, que utilizará o teu dinheiro para continuar a implementar acções que permitirão ajudar os mais necessitados e a salvar muitas vidas - acções essas que são ainda mais importantes e admiráveis que o tempo de três segundos e meio que Roderick Plumoton levou a apanhar a Snitch Dourada em 1921.


Opinião: Quidditch Através dos Tempos não pode ser considerado um livro com nome próprio. À semelhança do que acontece com Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los e ao contrário de Os Contos de Beedle, o Bardo, não há uma história concreta com início, meio e fim. Não há personagens. Quidditch Através dos Tempos actua como uma enciclopédia do jogo mais famoso entre  os feiticeiros do mundo criado por J.K.Rowling para uma causa altruísta. Nele aprendemos sobre a origem das regras, as faltas e o motivo pelo qual os feiticeiros escolheram a vassoura como meio de transporte.

(Ler Mais)

Este é um campanion da fantástica série de Harry Potter e, apesar de não ser um livro extraordinariamente interessante, justifico a classificação pela quantidade imensa de trabalho e pelo talento imaginativo que é necessário para alguém ser capaz de criar um desporto de raiz e desenvolver uma história completa que vem desde o século X com os momentos mais importantes e o nome das feiticeiras e dos feiticeiros por detrás da origem daquilo com o qual estamos familiarizados. Claro que, a parte mais divertida para o leitor é, sem dúvida,  perceber qual é a equipa do seu país e qual a sua história no mundo da feitiçaria e, como é óbvio, Portugal não podia ficar de fora.

Madam Pince, our librarian, tells me that it is 'pawed about, dribbled on, and generally maltreated' nearly everyday - a high compliment for any book.


2 comentários:

  1. Não sei como é que estou até hoje sem ter lido este livro e o "Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los".. tenho de tratar do assunto depressa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahah :) para mim o melhor é sem dúvida os Contos de Beedle, o Bardo ;)

      Excluir

Tens uma opinião? 3,2,1 GO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan