Sinopse: Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary - filha de humildes pescadores d
a Cornualha - traçou o seu destino ao roubar um chapéu. 
O seu castigo: a forca. 
A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo. 
Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época de uma colónia de condenados. O novo continente revala-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido...como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História.

Opinião: Antes de mais, começo por dizer que, tanto a capa do livro, como a sinopse, não fazem justiça ao conteúdo do livro. Tanto um como outro incitam o leitor a pensar que está perante um romance, mais uma história de amor no meio de mil, passados em tempos conturbados; dois amantes separados pelos infortúnios do destino. Desenganem-se. Nunca me Esqueças é um livro baseado na história verídica de Mary Broad, uma rapariga de origens humildes, condenada à forca por roubar um chapéu mas rapidamente deportada a Nova Gales do Sul ou, noutras palavras, para o que hoje é conhecido como sendo a Austrália. Nunca me Esqueças relata o pior período da vida de Mary, ao mesmo tempo que conta a história do nascimento da Austrália. Os dois estão intimamente interligados e houve alturas em que desejei que os factos que a autora atirava sobre as condições de vida dos prisioneiros fossem pura ficção.

(Continua)

Nunca me Esqueças é um livro diferente. A sua veracidade mostrou-me o quanto sou ignorante. Há tanto da história do mundo que não conheço ou das dificuldades de outros para criar o que no fundo, acaba por ser o continente ou o mundo onde vivo. Foi uma surpresa dar por mim a decorar datas, nomes de navios e pessoas que viveram e morreram muito antes de alguém sequer ponderar a minha existência. 
Foi o primeiro livro da autora mas estava consciente da reputação de Lesley Pearse de partir corações e, embora tenha achado as partes relativas a Mary profundas e de algum modo marcantes, o mesmo não aconteceu com as outras personages - quando as há. Os pontos de vista de Will, Tench, Boswell, entre outros, matou o ritmo da leitura pela falta de conteúdo e personalidade, pois são lidas ou como simples factos, ou como forma de dar a conhecer/reforçar o leitor de todas as qualidades de Mary que já são mostradas pelas acções da protagonista. O excesso de louvor, pareceu demasiado falso. São partes que gostaria de ter visto mais desenvolvidas, menos "factuais" e mais reais. 
Nunca me Esqueças é um livro especial. Afastando-me agora um pouco da leitura, pesquisando por pormenores da vida desta mulher e dos homens que a rodearam é maravilhoso ver o que fizeram com as suas vidas, o que lhes aconteceu e quem se tornaram. No fundo, gostaria de saber o que a própria Mary pensaria de um livro escrito na sua própria pessoa, fazendo com que a sua maravilhosa e trágica história de coragem e determinação não seja esquecida.


8 Comentários

  1. Fiquei bastante curiosa com este livro agora que li a tua crítica! Tenho de admitir que, apesar de já conhecer a autora, nunca tinha lido nenhum livro dela e agora estou a pensar em começar por este.

    Também não conhecia o teu blogue, mas gostei bastante e já te estou a seguir! :) Convido-te a visitares também o meu!

    Beijinhos,
    Carolina - https://leiturasdacarolina.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn :) Obrigado! <3 Já sigo o teu no facebook! Muito obrigado pelo comentário!
      Eu aconselho,gostei bastante e a sinopse e a capa enganam BASTANTE!

      Excluir
  2. Por acaso gosto muito da autora, mas já reparei nessa diferença entre a sinopse e a história verdadeira!
    Beijinhos
    Joana
    https://curlyhairandlipsticks.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post! Segui o teu blog, podes seguir o meu? :)

    https://aflormaria.blogspot.pt

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Adorei o post! Tenho um livro dela para ler à imenso tempo, mas ainda não tive tempo para me dedicar à leitura!!
    Beijos

    a-lilianaraquel.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! :D
      Este por acaso é o primeiro livro e o único que tenho da autora. Mas tal como tu, ainda não tive tempo de me dedicar aos seus outros livros :P

      Excluir

Tens uma opinião? 3,2,1 GO