Blogs Portugal

Siga por Email

Sinopse: Simon Spier tem 16 anos e os únicos momentos em que se sente ele próprio são vividos atrás do computador. 
Quando Simon se esquece de desligar a sessão no computador da escola, os seus emails pessoais ficam expostos a um dos colegas que ameaça revelar os seus segredos, a não ser que Simon lhe faça um favor. 
Simon vê-se, assim, obrigado a enfrentar as suas emoções e a assumir quem verdadeiramente é perante o mundo inteiro. 
Uma história delicada que explora com naturalidade e humor a difícil tarefa que é amadurecer

Nota: Livro Lido para a #MLVerão2017  na categoria de   Livro Recomendado

Opinião: O Coração de Simon Contra o Mundo, uma das novas apostas da Porto Editora e em breve uma adaptação cinematográfica, revelou-se um livro verdadeiro e profundo em mais do que um sentido, o que foi uma surpresa. Há muito tempo que não me debruçava sobre as páginas de um contemporâneo onde cada um dos intervenientes, desde os amigos ao fundo da página, aos pais, surgem como pessoas com mais do que duas camadas, com defeitos e qualidades que somos capazes de reconhecer por entre as linhas. 
O título original Simon VS The Homosapien Agenda encaixa na perfeição na tonalidade do livro. A autora, Becky Albertalli fez, com Simon Spier, o leitor importar-se e tornar-se conhecedor das dificuldades ou, se não das dificuldades, das emoções pelas quais uma pessoa homosexual passa no processo de se dar a conhecer ao mundo.
Eu, como muitas outras pessoas, pois não quero acreditar que sou a única, vejo e compreendo melhor o mundo à minha volta através das páginas dos livros, se é que isso faz algum sentido e, apesar deste tema não ser nada estranho na minha vida, senti-me educada e com um maior nível de compreensão, embora como rapariga heterosexual, não seja a melhor pessoa para comentar quanto à veracidade e representação da comunidade homosexual. 
O Coração de Simon Contra o Mundo foi uma lufada de ar fresco e admito que fico muito feliz por ver livros como este ou mesmo como Se Eu Fosse Tua de Meredith Russo serem publicados e apreciados. No entanto, e apesar de todos os pontos positivos, desde a construção familiar, à profundidade dos personagens, ao realismo com que a autora retrata cada uma das acções, da vida dos intervenientes secundários, do próprio elemento de mistério de quem é o Blue - algo que me deixou curiosa e a apontar para cada rapaz que surgia - custou-me avançar, principalmente nas primeiras páginas, uma vez que inicialmente o conteúdo não se igualou à minha expectativa que era por si só, muito elevada. Penso que posso dizer que esperava um início mais forte, mais marcante, à semelhança do que acontece com o final. 
O Coração de Simon Contra o Mundo é, como muitas pessoas não param de dizer, um livro adorável, um livro verdadeiro, um livro "fofo" que descreve a vida de muitas pessoas, um mundo onde, apesar de tudo, a tolerância e a aceitação existem, onde a violência física é camuflada pelo amor e pela amizade mas foi um livro que apesar de todos os pontos positivos não conseguiu conquistar-me desde a primeira página. Talvez neste caso, a escrita simples, demasiado simples, pouco descritiva, levou-me ao aborrecimento antes de conhecer o mundo e o personagem para o qual iria ser levada.


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO