Sinopse: À medida que a cidade de Seatle é devastada por uma série de misteriosas mortes e uma vampira maliciosa continua com os seus planos de vingança, Bella encontra-se mais uma vez rodeada pelo perigo. No meio de tudo isto vê-se forçada a escolher entre o seu amor por Edward e a amizade com Jacob - sabendo que a sua decisão tem o poder de reacender a luta intemporal entre vampiros e lobisomens. Com o fim da escola a aproximar-se velozmente, Bella tem mais uma decisão a tomar: a vida ou a morte. Mas qual é qual?

OpiniãoPara além do último volume, Eclipse é provavelmente o meu preferido. Enquanto que em Crepúsculo são apresentadas as personagens que moveram toda uma legião, em Lua Nova deparamos-nos com um afastamento com o qual ninguém contava pelo que os elos que ligam a protagonista nunca estiveram tão fisicamente presentes como em Eclipse e, se há coisa que Stephanie Meyer faz bem feita, é realmente a construção de triângulos amorosos credíveis - exceptuando Cassandra Clare cuja escrita e personagens me arrebatam, ainda hoje, a mente e o coração.
A verdade é que a escrita da autora não difere significativamente dos dois últimos volumes e a autora continua a mostrar-se fantástica na descrição das emoções - por vezes contraditórias - de Bella, nomeadamente nas últimas páginas onde os sentimentos são, finalmente, revelados. Não posso dizer que tenha saído imune às palavras, pelo contrário: mesmo sabendo o desfecho, mesmo sabendo os acontecimentos, continuei a sentir-me como uma adolescente fascinada, comovida pelas decisões e pela acção de Eclipse.
É também o volume onde aprendemos mais. De repente e, uma vez que conhecemos cada um dos intervenientes, somos apresentados à sua história e, num abrir e fechar de olhos, personagens como Rosalie ou Jasper, passam de meros adornos a alguém com os quais nos preocupamos; do mesmo modo, conhecemos novos intervenientes, como Leah, cuja história é de cortar o coração e de repente, somos levados para um núcleo de personagens cujo coração e motivações já não nos são desconhecidas e ficamos de tal modo embrenhados na leitura que o tempo passa sem darmos conta, aprendendo sobre lendas há muito esquecidas e ansiando pelo fim.
Além de que em Eclipse se há algo que eu absolutamente adoro neste terceiro e penúltimo volume é a forma como acaba. Não há falta de um acontecimento, nada que indique o que vai e o que não vai acontecer em Amanhecer. Não temos qualquer tipo de aviso para o quarto volume porque, tecnicamente, a maior ameaça desapareceu e, portanto, não há qualquer espécie de catalisador para uma possível catástrofe. Stephanie Meyer deixou os seus leitores muito bem presos, ansiosos e ignorantes. Tudo o que uma boa autora deve fazer, afinal, ninguém disse que a vida de leitor era fácil.
Outros títulos da colecção
*Crepúsculo - adaptação cinematográfica: aqui
*Lua Nova - adaptação cinematográfica: aqui
*Eclipse- adaptação cinematográfica: aqui
*Amanhecer - adaptação cinematográfica: aqui e aqui

*A Breve Segunda Vida de Bree Tanner

*Vida e Morte
*Midnight Sun

Outros títulos da autora

*Nómada
*Danças Malditas
*A Química


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO