Sinopse: No último dia de Fallon em Los Angeles, a sua vida cruza-se com a de Ben e os dois apaixonam-se perdidamente. A química que os une é tão forte e incontrolável que, apesar de Fallon estar a caminho de Nova Iorque, os dois promete encontrar-se novamente.
Durante cinco anos, sempre no dia 9 de Novembro, Fallon e Ben encontram-se para construírem a sua história de amor, entre as várias relações e atribulações das suas vidas separadas.
Apesar de só estarem untos uma vez por ano, os dois envolvem-se cada vez mais e partilham um amor pleno de entrega, paixão e intensidade, capaz de os transformar e de sarar cicatrizes profundas.
Fallon descobre que Ben carregou um enorme segredo durante cinco anos. O choque e a desilusão tomam conta do coração da jovem, devastada com a possibilidade de tudo ter sido uma farsa.
Estarão os dois preparadas para aceitar que as histórias de amor nem sempre têm um final feliz? Ou será Fallon capaz de perder o homem que ama?

OpiniãoPara os mais familiares com os meus gostos, a fantasia prevalece sobre qualquer outro género literário. Sou uma rapariga que adora um mundo fictício, com criaturas que não existem e protagonistas que são obrigadas a lutar pelas suas vidas ou por um ideal. No entanto, ocasionalmente, aparece um livro contemporâneo capaz de me colocar de joelhos, enrolada em mim própria, com o coração nas mãos - 9 de Novembro foi um deles. Colleen Hoover possui um dom. A sua escrita é extremamente introspectiva, fácil de ler e de nos deixar embrenhar na história. Ansiei por cada novo 9 de Novembro com a mesma intensidade que os protagonistas. Precisava de saber o que acontecia. Era quase comparável à minha necessidade por ar.
Foi a minha primeira experiência com a autora. Os seus outros trabalhos a meio que me passaram ao lado, pelo que quando li a premissa de 9 de Novembro, soube que tinha de o ler. Um amor que acontece apenas num único dia, durante escassas horas mas que de alguma forma deixa uma marca para os restantes 365 dias. O amor instantâneo, como a autora, abomina no livro, resulta. Estas duas personagens, ligadas de uma forma que elas próprias desconhecem até um final bombástico que não deixa espaço para a imaginação - surpresa atrás de surpresa e, quando pensei que as coisas más já tinham passado, eis que aparece a bomba que destrói cada pedacinho que ainda se esforçava por unir.
É uma bonita história de amor, contada a partir da perspectiva de dois personagens igualmente belos. Tanto Fallon como Ben possuem características que os tornam apelativos ao leitor. Para mim, os diálogos foram um bónus, quase tão bons como as próprias descrições. Ben conquistou-me com as suas palavras, Fallon com a sua coragem. No entanto, conhecemos igualmente outros intervenientes e, embora seja uma história centrada nos dois protagonistas, há uma sensação de pertença e de família.
#carregar na imagem para ler opinião completa



2 Comentários

  1. Olá!
    Nunca li nada da autora, mas estou a ver que vale mesmo a pena.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também nunca tinha lido nada da autora :D mas adorei!

      Excluir

Tens uma opinião? 3,2,1 GO