Blogs Portugal

Siga por Email

Sinopse: Lou Clark sabe muitas coisas. Sabe quantos passos deve dar entre a paragem do autocarro e a sua casa. Sabe que trabalha na casa de chá The Buttered Bun e sabe que não está apaixonada pelo namorado, Patrick. O que ela não sabe é que vai perder o emprego e que todas as suas certezas vão ser postas em causa.
Will Traynor sabe que o acidente de motociclo lhe tirou o desejo de viver. Sabe que agora tudo lhe parece triste e inútil e sabe como pôr fim a este sofrimento. O que não sabe é que Lou vai irromper na sua vida com toda a energia e vontade de viver. E nenhum deles sabe que as suas vidas vão mudar para sempre.
Em Viver depois de ti, Jojo Moyes aborda um tema difícil e controverso com sensibilidade e realismo, obrigando-nos a refletir sobre o direito à liberdade de escolha e as suas consequências.


Opinião: Precisei de, pelo menos, um dia para colocar os pensamentos no lugar após fechar o livro. A verdade é que Jojo Moyes conseguiu colocar em palavras uma história simultaneamente engraçada, emotiva e, mais importante que tudo, significativa. Viver Depois de Ti é um livro, a meu ver, fundamental porque, embora seja uma história fictícia há, por este mundo fora, milhares de Wills que deviam ter o direito a uma escolha - e, atenção, esta é apenas a minha opinião pessoal - e que não deviam ser limitados às crenças de outros ou, infelizmente, ao amor de outros porque, no fim, a verdade é que a morte é egoísta. No momento da morte de um ente querido, não pensamos no quanto essa ou outra pessoa podia viver, nas coisas que podia fazer. Não. O nosso primeiro pensamento vai para o facto de nunca mais podermos falar com essa pessoa ou de a vermos sorrir. Como disse, egoísta
Com Viver Depois de Ti percebi que somos, de tal modo programados para acreditar que o amor é capaz de vencer qualquer batalha que o nosso cérebro não aceita o facto de que, por vezes, não somos suficientes. Jojo Moyes conseguiu descrever na perfeição um tema bastante controverso, não há outra forma de colocar a questão e, embora haja uma continuação, Viver Depois de Ti, seria um óptimo stand-alone, com uma mensagem bastante forte. 
Viver Depois de Ti é, no entanto, a história de auto-descoberta de Louisa Clark, uma personagem facilmente relacionavel, divertida, alegre e cujos pensamentos me levaram muitas das vezes às gargalhadas. Basicamente Jojo Moyes leva-nos de um extremo ao outro, uma autêntica montanha russa de emoções, cuja escrita envolvente, fácil e fluída, transportou-me de tal modo para a pequena cidade de Inglaterra que dei por mim a terminar a história num único dia. Foi de assentada
No entanto, o verdadeiro choque, a verdadeira emoção, apesar de estar lá, não chegou como uma onda, ou como um dilúvio, pelo contrário. Penso que o facto de conseguir supôr o final, pelos comentários, pelos posts, pelo official trailer, roubou-me um pouco do suspense, da ideia de que podia haver algo diferente
Jojo Moyes foi capaz não só de desenvolver um tema controverso, dois protagonistas fortes, mas igualmente uma incrível e realista componente familiar. Cada uma das famílias, dos componentes por detrás de Lou e de Will mostraram-se verdadeiros nas suas acções e nas suas palavras. Jojo Moyes não passa paninhos nas palavras, na realidade da vida de Will e, mais importante, da conclusão de Will e de Lou e, para mim, isso foi um dos aspectos mais importantes e que me fez olhar para as páginas com outros olhos. Eu acreditei em tudo. E isso, minha gente, é um que um excelente escritor faz. Aconselho vivamente
Isto para não dizer que é o segundo livro onde um Will me parte o coração


Outros títulos da colecção: 
*Viver Depois de Ti  - adaptação cinematográfica: aqui
*After You (Viver Depois de Ti #2) 

Por Raquel Pereira.


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO