Sinopse: Duas famílias, uma agnóstica outra católica, vão ser literalmente atravessadas por uma tragédia. Filipa e Miguel, personagens escaldantes, não suportam que a família e a sociedade venham ditar as normas porque se regem os clamores do primeiro amor, esse que nunca se esquece, que nos marca indelevelmente, de onde se levanta a gigantesca catedral de sentimentos, de dores e alegrias, que irão abrir o rumo da nossa vida. 
Mesmo considerando a solidariedade e a harmonia na família de Miguel, os dois jovens vão enfrentar a dura prova do crescimento e aprender "que o vazio causa a dor onde a alegria e toda a esperança se esvaem". No final, a caminho da solidão maior, Miguel e Filipa tocam o zénite onde podem enfim fundir-se num só. 

OpiniãoQuando eu era uma pré-adolescente, adorável e ingénua, costumava devorar, livros como este. Ao contrário de outros, que devoravam livros como Uma Aventura, ou Os Cinco, eu lia, Maria Teresa Maia Gonzalez e, Um Beijo no Pé tornou-se, rapidamente, um dos meus favoritos, provavelmente pela relação entre os dois protagonistas, Miguel e Filipa.
No entanto, outra leitura, anos mais tarde - hoje, para ser mais concreta - , deu-me um sentimento, completamente diferente. Eu compreendo o fascínio que o meu eu de treze anos de idade sentiu pelo tema mas, o meu eu de vinte e três anos, não consegue compreender como é que uma autora que, tem um enorme poder de influenciar mentes jovens, descreve a violência doméstica como algo, que irá passar, algo que é preferível a ter um pai morto, algo que é aceitável.
Fiquei chocada porque, os único pormenores que recordava era a história de amor e não as histórias secundárias de personagens que pouco me interessaram mas, lendo agora, vejo o mal que uma única página pode fazer (página 70). Um livro que está no Plano Nacional de Leitura, a meu ver, por favor, partilhem a vossa opinião, não pode ter frases como: «o teu pai não faz aquilo por mal. Se a vida lhe corresse melhor, se tivesse um emprego, ele já não batia em ninguém»
O QUÊ? Esta é a mensagem que queremos passar? Que é OK, recorrer à violência caso esta seja justificada por uma falta de emprego? Que uma nódoa negra na cara de uma criança de cinco anos de idade é normal e que a criança não tem de se preocupar porque «tu hás-de ficar bem grande, assim como ele e ninguém anda por aí a bater num homem grande!». Não concordo com tal pensamento, de todo e, não sou capaz de assimilar ISTO.
A escrita é realmente simples, por vezes poética, no entanto, os diálogos deixam muito a desejar. Algo que é comum a vários autores deste género de livros é o palavreado adolescente e o quanto os autores se esforçam quando, não o deviam: «É melhor não ires lá, que, pelas trombas dele, passou-se uma cena escanifobética e não quer que lhe chaguem a mona». Humo
Algo de que gostei foi as reminiscências ao passado, - sempre fã - mas, achei que, perante o sucedido, o Miguel estava a ser o mais infantil, o mais ingénuo, que é possível ser sem passar para o lado ridículo. Claro que o meu eu de treze anos, aceitou tudo, de bom grado. Ter dezassete anos pareciam-me já a idade adulta mas, alguém devia ter dado uma bofetada na criatura e, não estou sequer a referir-me às crenças religiosas mas, à facilidade com que ele achava que tudo na vida se ia resolver, à forma como achava que ia lidar com tudo, só porque vinha de uma família com dificuldades, mas amada.
Foi uma boa hora de leitura, mais coisa menos coisa e, é engraçado, como este género de livros, transportam-nos com facilidade para o passado. Durante a leitura, a minha mente viajou dez anos e hoje, por uma hora, voltei a ser uma rapariga facilmente impressionável e que se deixava deslumbrar por bonitas histórias de amor.
Outros títulos da Colecção Profissão Adolescente: 
*Dietas & Borbulhas
*O Geniozinho
*Ricardo, o Radical
*A Ana Passou-se!
*Poeta (às vezes)
*A Sara mudou de Visual
*Pedro Olhos de Àgui
*O Tiago está a pensar
*Parabéns Rita!
*Um Beijo no Pé
*A viagem do Bruno
*O álbum de Clara
*Estrela à chuva
*Alguém sabe do João?
*Noites no sotão
*O irmão da Joana
*Inês e o Ministro da Educação
*Em Casa do Vasco
*Tomás e  Bianca
*Tão cedo Marta!
*O Salvador
*O ombro de Cláudia
*Raimundo
*Entre irmãs
*David, um herói entre as chamas
*A família da Nazaré


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO