Sinopse: O anjo Bethany  Church está prestes a cometer um grande erro e não tem qualquer razão para o fazer. 
Neste momento tem uma vida tranquila com o amor do namorado Xavier Woods e dos irmãos Gabriel e Ivy, mas decide que todos devem ter uma segunda oportunidade e é aliciada por Jake Thorn, para um perigoso passeio de mota. 
Nem Xavier nem os irmãos conseguem impedir nem demover Bethany de ir para a frente com o seu plano e tarde de mais ela percebe que o passeio acaba no Inferno. 
Uma vez lá, Jake Thorn negoceia a libertação de Beth para que esta possa voltar à Terra. Mas o que ele lhe pede em troca não só a vai destruir como também aos seus entes queridos. Mas poderá Bethany voltar a confiar em Jake? 

OpiniãoPrimeiro que tudo, a sinopse. A minha experiência com o livro anterior Halo, cuja opinião podem ver aqui, não foi a melhor e, a minha percepção da protagonista Bethany, ainda pior, pelo que, ao pegar em Hades e ao ler a sinopse, fiquei ainda mais frustrada pela, imaginei eu, estupidez, da namorada de Xavier.
Mas, qual é a minha surpresa, quando percebo que o mal está todo e inteiramente no resumo na contracapa. Ora vamos lá ver, nele, vemos uma Bethany que decide dar uma segunda oportunidade a Jake e tive a sensação de que ela decidiu ir dar uma volta de mota com o mesmo numa espécie de passeio. Tal não podia estar mais errado.

(Continua)


Esta sinopse, quase que me fez desistir do livro, quase. Em momento algum do livro Bethany decide dar uma segunda oportunidade a Jake, pelo contrário, odeia-o do início ao fim e, não é aliciada para nenhum passeio de mota. Numa situação de vida ou de morte, ou do que ela pensava ser de vida ou de morte, em que Xavier está em perigo iminente, Bethany sobe para a mota de um dos amigos de Xavier, alguém em quem confia que acaba por ser alguém possuído por Jake. Neste momento, nem os irmãos de Bethany, Gabriel e Ivy estão presentes e Xavier está 50% do tempo inconsciente, portanto como «nem Xavier nem os irmãos conseguem impedir nem demover Bethany de ir para a frente com o seu plano e tarde de mais ela percebe que o passeio acaba no Inferno» e, uma vez lá, em momento algum, Jake negoceia a libertação de Bethany, pelo contrário. O único acordo é em relação ao bem-estar de Xavier. Um acordo previsível e demasiado "preguiçoso" é verdade, mas a sinopse, em nada retrata o livro que EU li.
A verdade é que em relação a Halo, Hades não é muito melhor, ou pior. As raparigas humanas continuam a ser retratadas como idiotas, aliás, os humanos continuam a ser tratados como idiotas ou animais incapazes de controlar os seus impulsos: «a influência da minha família espraiara-se e transformara Venus Cove numa vila-modelo»; «as únicas disputas que aconteciam eram de somenos, como entre condutores a discutir sobre quem fora o primeiro a ver um lugar para estacionar. Mas isso era apenas a natureza humana. Não poderia ser mudada e não era incumbência nossa mudá-la». Mais uma vez, não vou incumbir nenhuma das minhas crenças ou ausência delas mas, pelo que vi em entrevistas, a autora pretendia escrever um livro que retratasse a luta entre o bem e o mal, mas eu apenas vejo uma história de amor mal contada e o conceito de religião muito mal retratado. Penso que a autora baseou-se demasiado no Inferno de Dante ou na própria Bíblia, mas o conceito de Inferno que ela própria cria, sem qualquer tipo de redenção mesmo para as almas boas e arrependidas, não me parece que coincida com o Deus que Bethany retrata e em quem acredita, mesmo depois de ver o "fosso".
Bethany, a protagonista, continua igual a si mesma, o que não é de todo positivo. Ainda precisa de Xavier que está agora «bem preparado para me proteger». Não é uma protagonista forte, pelo contrário, tem a constante necessidade de ser salva e é de tal modo egocêntrica que é incapaz de imaginar Xavier a seguir a sua vida sem ela.
Os diálogos continuam maus, com acréscimos ainda piores como "ursinho" ou "querida" que, confesso, podem dever-se à tradução. Mas mesmo a história em redor das personagens secundárias como Hanna, uma história que remonta à segunda guerra mundial, foram MUITO mal escritas e, até mesmo a situação da possessão demoníaca pela freira roçou o ridículo.
Para além disso, há falhas na história. Bethany é capaz de escrever no vidro X+B, porque aparentemente é mais importante mostrar o seu amor do que pedir ajudar ou pedir para que parem de a procurar porque só se vão magoar e, não há qualquer explicação para que não consiga escrever mais palavras.
Não há apenas falhas na história, há igualmente falhas nas personagens. Como é que Jake, sendo Jake, deixa-a sair e acredita nela com tanta facilidade? O discurso de Molly é cada vez mais ridículo, indigno de alguém com quase dezoito anos de idade e, MAIS DO QUE TUDO, algo que pode ser um problema meu, mas que me deixou incomodada, algo em que, aparentemente a autora acredita porque lançou-a para o ar num momento tenso, por alguém que é de confiança: «para ser real, o amor tem de ser correspondido»... Fala-me mais sobre isto. Mais uma vez, a relação de Bethany e Xavier parece ser a única fonte de amor do livro, algo triste e, sinceramente, pobre, que não aprecio de todo, no entanto, há uma nova esperança para Céu, que espero que seja muito mais interessante que os dois anteriores.

A body is merely a vehicle. The deepest emotions are experienced through the soul.


4 Comentários

  1. [...] a autora pretendia escrever um livro que retratasse a luta entre o bem e o mal, mas eu apenas vejo uma história de amor mal contada e o conceito de religião muito mal retratado. [...]

    LOOL Tal e qual! xD Também li os 3 e tenho umas quantas coisas a dizer do segundo e terceiro, quando até achei piada ao primeiro.

    No entanto, só uma dica, mas tu fazes como gostas e queres, o blog é teu:
    Começo a ficar com um pouco de receio de ler as tuas opiniões de livros que ainda não li, pois nas tuas opiniões usas com alguma frequência o "spoiler", que é algo que detesto profundamente desde sempre. Desvendas muito a história, contas partes que só quem lê deveria de saber, e deverias focar-te mais nesses comentários, como os que eu citei em cima, as tuas opiniões, o que sentiste, e não contar/relatar partes do que acontece no livro, pois há mais pessoas como eu, que se lêem comentários com spoilers como esses que apresentas aqui (e já vi noutros posts teus) perdem imediatamente a vontade de ler o livro.

    Por isso só leio blogs que eu tenho a certeza que não o fazem, pois já me aconteceu ter muita vontade de ler um livro, ir ler a opinião e contarem partes importantes da história e eu não ler esse livro, por já terem desvendado coisas importantes que só se deve saber durante a leitura.

    É só uma dica :)

    ResponderExcluir
  2. Primeiro que tudo, obrigado pelo comentários :)
    E sim, eu sei que muitas das minhas opiniões contêm spoilers e, na maior parte dos casos, a não ser por lapso, quando acho realmente que HÁ spoilers na minha opinião, aviso imediatamente, como, por exemplo, nas opiniões do Harry Potter, os primeiros que me vêem à cabeça. Mas o que eu pretendo MESMO, é falar sobre o livro que li e, se as pessoas o leram, ou quando o terminarem, podem vir ver a minha opinião. Aliás, ao ver as estatísticas de algumas opiniões, as visualizações sobem apenas alguns dias depois da opinião já estar publicada e divulgada, sinal de que as pessoas primeiro lêem e depois vêm ver o que eu escrevi. Reparei nisso, por exemplo, com A Escolha.
    Há mil blogues literários que falam sobre a escrita, sobre a forma como o autor ou autora te faz sentir, sobre os pontos positivos e negativos, que eu ADORO, mas vejo, muito poucos a abordar a história em si, a discutir os pormenores. E, regra geral, no que toca aos spoilers, se não aviso, é porque, estão na própria sinopse. Hades, foi uma excepção porque a sinopse é péssima e não reflecte o livro de todo. E digo, desde já que quase, QUASE, tive a desistir do livro, devido à sinopse.
    Mas obrigado pela dica ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro acho realmente que cada um deve fazer como bem entende. =P

      Mas a minha opinião - pessoal - é que, ou se cria um blog próprio para opinar e avaliar livros debatendo a história em si (e se avisa, seja no banner ou numa mensagem numa barra lateral), livros que as pessoas já leram e vão discutindo o livro e os pormenores. Assim as pessoas já sabem que aquele blog debate o livro com todos os detalhes da história.
      Ou então é como digo; avaliam e dão a conhecer livros para as pessoas terem ideias do que ler a seguir, livros que ainda não leram e assim ficam super curiosas em ler.

      Para comentar livros que se já se leu há grupos próprios para isso, no facebook, por exemplo, entre outras páginas, de fãs. Nesses grupos só quem já leu o livro vai lá e comenta.

      Eu chegar a um blog e não saber se na opinião vai estar a opinar o livro e a dar-me vontade de o ler, ou se o vai estar a debater, encher de spoiler, faz-me confusão e então prefiro evitar esses blogs que não são carne nem peixe. Tanto faz de uma maneira um dia, como faz de outra maneira, noutro.

      Eu pessoalmente prefiro blogs que não debatem os pormenores do livro, mas sim falam dele de uma maneira que ficamos encantados e vamos querer descobrir por nós próprios. Se gosto muito de um livro, depois de o ler e quiser debater a história, vou para grupos desse livro e páginas de fãs e lá debato à vontade sem ter de gritar "SPOILER" e estragar o prazer da leitura a alguém.

      Pois se num blog que faz isso, dá demasiados detalhes, tem 30 opiniões, desses 30 livros só li 2... Então, logo à partida já estou a ser excluída em ler as outras 28 opiniões...

      No entanto boa sorte com o blog, e sê fiel a ti própria ;)

      Excluir
    2. Mais uma vez, obrigada pelo comentário ;) é realmente um bom ponto de vista e, já coloquei uma mensagem de aviso no blogue. No entanto, penso que não vou mudar a minha forma de "opinar", embora me esforce por evitar qualquer spoilers. Uma das excepções ais flagrantes foi realmente Harry Potter, uma vez que se tratava de uma nova leitura, de um ponto de vista completamente diferente, como refiro na mesma e o mesmo sucederá certamente no futuro, com outros livros. Mas agradeço a sugestão :)

      Excluir

Tens uma opinião? 3,2,1 GO